2012/08/06

CASTIGO



Ao ouvir o estranho som, uma mistura de grunhidos e com mastigação de ossos, ele acreditou no Bicho-Papão. Mas de nada adiantou chorar e pedir desculpas à mãe, pois a porta já estava trancada à chave e a luz do quarto apagada...

4 comentários:

Eduardo Oliveira disse...

Fruto da imaginação de uma criança isso não passou de um pesadelo...

Magno Oliveira

Ranzinza disse...

ou não...

Mirze Albuquerque disse...

Lindo, Roberto!

Como é bom acreditar em bicho papão!
Em papai noel....pena que os adultos atrapalham.

Beijos

Mirze

Ranzinza disse...

Concordo com vc Mirze.