2012/05/14

CASAMENTO

Aliança no dedo, grãos de arroz presos nos cabelos, a gravata sendo vendida aos pedaços, a noiva chorando de felicidade e ele, de copo na mão resmungava:

- Devia ter dito não, devia ter dito não...

Mas começava a tocar a valsa...

6 comentários:

Folhetim Cultural disse...

era tarde devia ter pensando bem antes

Ranzinza disse...

Que tal lhe sirva de lição

Folhetim Cultural disse...

já uso haha

Anônimo disse...

Espetacular!

Parabéns, Roberto! O dia valeu à pena! Embora o casamento sempre falhe.

Beijos

Mirze

Ranzinza disse...

Só vc mesmo Mirze, sempre com boas tiradas.
Obrigado

Bárbara Fernanda disse...

E o medo de levar uma porrada?
Este cara deve estar casando cmgo no minimo!