2011/03/31

FÉRIAS


Non abbiate paura


Estou de férias, ou deverei estar de férias quando essas bem traçadas e corrigidas linhas (viva o word e seu corretor ortográfico!) forem lidas.

365 dias foram trabalhados, de sol a sola, de chuva a chuva, de má vontade, vindo de ônibus, de carro ou de carona, sempre de má vontade, às vezes rindo (de escárnio), muito mais vezes que posso contar ou lembrar usando de cinismo para agüentar o tranco, fumando feito louco para suportar as pessoas ao meu lado...

Um mês sem emails, um mês afastado das besteiras, bobagens, insensatez desse mundo virtual em que vivo e enlouqueço...

Por curtos, absurdamente curtos e velozes trinta dias, darei sossego (não farei citações) ao Vadinho, ao Magrão, ao Sílvio e outras vítimas menos citadas em meus textos.

Longe dos infortúnios do cotidiano, longe dos miseráveis que cercam (e inspiram minhas crônicas cínicas e amargas) o prédio onde trabalho, longe das putas da Brás Cubas, Senador Feijó, General Câmara, dos mendigos, dos engraxates, dos pedintes, dos pregadores de apocalipses da Praça Mauá, longe dos pombos e dos urubus que ficam na janela da minha sala, observando nossa morte lenta com paciência e resignação (eles crêem que ainda nos comerão), dos caminhões buzinando para os trens saírem da frente deles...

Trinta noites fáceis de dormir sem chás calmantes...

Por que temos que trabalhar tanto? Indago isso ao Silvio, O Sábio; pergunto ao Vadinho, O Memorioso; inquiro o Magrão, O Apaixonado; mas ninguém, ninguém me responde...

Vou-me de férias, sim vou-me de corpo e alma, vou-me, mas gostaria de despedir-me dizendo:

- Até nunca mais! – Deliro, sim deliro, mas um dia, Deus ou a Loteria há de me libertar disso (posto que já desisti, há muito, de uma sinecura...)!

Até mais.

5 comentários:

Babi Doux' disse...

Ahhh as tão esperadas, tão demoradas à chegar e deliciosas férias!
Vou sentir falta de ficar te enchendo comk meus emails na hora do meu almoço!
Mais alguém vai sentir falta do Sr. Ranzinza? Eu sim... (momento emocional...) rsrsrsrsrsr

alexandre disse...

Como eu havia dito antes. Vida longa e paz dsuradoura, amigo!

Erasmo. disse...

Quanto ao comentário do post, sim, estou sendo perseguido.
Quanto às palavras fortes, não as encontrei, porém encontrei as minhas opiniões, que, são sim, usadas para agredir ou para acalentar, depende claro, do ser que esteja sob a chuva.
Quanto ao meu "programa de milhagens", trato eu, inclusive informando-o que seu saldo acabou.
Fazer o quê? A falta de humor é contagiante.

Catia Bosso disse...

Pôxa vida!! Acabei de chegar para conhecer seu blog e tu ja sai de férias....rsrsrs , mas vou conhecer assim mesmo, sem anfitrião e tudo... bjs

Ranzinza disse...

Para alegria geral, estou de volta para o bem e/ou para o mal.