2010/09/14

REFLEXÕES

Estou na enésima cerveja, os olhos secos de tanta fumaça, garganta arranhada de tanto cigarro, aloira na mesa em frente está cinco quilos mais magra, pois a estou secando desde que entrou no bar.
As vozes à minha volta me atordoam, já não sei se são dos fregueses ou dos fantasmas minha cabeça.
O dono passa com uma bandeja cheia de copos vazios, mas mais vazios ainda estão os freqüentadores...
Lá fora a noite continua, a escuridão cobre as ruas, ninguém mais entra aqui, tão pouco saem também.
O tempo não passa, peço outro copo, na porta, feito um cão fiel, a vida real me espera...

3 comentários:

Nanda Assis disse...

parar de fumar é bom rsrs.

bjosss...

Ranzinza disse...

Fumar é bom para mim e para os ficam longe de mim nesse momento.

Silvio Barreto de Almeida Castro disse...

Não teremos como fugir dos problemas nunca.