2011/02/23

CRÔNICA DA SÉRIE HOMEM DE MEIA-IDADE DE “VOLTA AO MERCADO”


SIM ELA VIRÁ


Que jamais me digam ou me deixem saber que já disseram que sou um mau amigo!

Depois de ouvir a triste história citada na crônica Vitrines fui para casa com as minhocas de minha cabeça revirando-se dentro do crânio. Aquilo não poderia ficar assim, não poderia passar em branco pela História pessoal de meu amigo. Segundo Paulo Coelho todos nós temos que escrever a nossa “lenda pessoal” - ou algo assim, pois não pensem vocês que perco meu tempo com tais desimportãncias – e meu amigo não deixaria esse vale de lágrimas como vítima de uma piada de mau gosto do Destino.

Cobrir a dita-cuja de porrada não posso fazer, ainda mais com a Lei Maria da Penha e a imagem de pacifista que teimo em manter diante da sociedade. Aliás, aqui cabe uma boa pergunta:

- Quem é mais hipócrita? Eu ou a sociedade? - Divago muito, voltemos ao resultado do melancólico caso desse meu amigo.

Não podendo partir para a ignorância, resolvi usar a minha melhor arma, o meu escárnio e uma praga bem pregada na forma de um poeminha.

Agora é só torcermos para estarmos todos - inclusive você leitor - lá no dia e hora.



Sim, ela virá
Com seu avental preto
Caminhando
Como quem anda nas nuvens
Com passos leves
Delicados
Como uma bailarina
Tocará o solo
Com as pontas dos pés
Ela vira na sua direção
Trará no rosto
Um sorriso

(profissional, não se iluda)

Ela olhará através de você

(sim, esse é o seu olhar)

Seu café se aproxima
Na bandeja
A xícara
O petit-four
O copo d’água
Ela se aproxima de sua mesa
Falta pouco para chegar até você
E há poucos passos
Ela tropeça
Cai
A bandeja, a xícara, o petit-four, a água e ela vão ao
Chão
Você sorri
Você ri
Você gargalha

- Meu dia está ganho!

(murmurará você entre dentes)

E no chão frio do Café
As lágrimas dela se confundirão
À cor negra do café...
E na rua o sol brilhará
(só você perceberá isso, sossegue)
Como um orgasmo cósmico


3 comentários:

Ale(atório) disse...

Será que eu conheço esses personagens???

Ranzinza disse...

Suponho firmemente que não...

MIRZE disse...

Roberto!

Caso triste e melancólico.A lei Maria da Penha é válida. Muitas mulheres estão sob a proteção dessa lei, e conheço e reconheço que é séria.

Paulo Coelho não é um exemplo, e a sociedade, jamais apoiará um caso isolado. Como todas as leis, tem os seus casos sérios, e os que são comprados.

A realidade é uma só. Esse texto incrimina a mulher de um modo geral. Peço à Deus, que você meu amigo, não seja julgado pela mesma moeda com que julga UM caso.

Beijos

Mirze