2011/01/04

DISCUSSÕES FILÓSOFICAS

- O que você entende? O Que você entende? – pergunta raivosa a moça loira para a morena sentada ao seu lado.

- Ora essa você pega um livrinho desses e já começa a bancar a professora para o meu lado, me responda você o que entendeu da mensagem do autor, vamos, vamos...

Os gritos ecoam pela escadaria, só parando quando as duas fazem:

- Psiu, psiu, psiu...

- Hei! Hei!


Passado dois segundos, começam a bater boca outra vez.


- Descartes, por vezes chamado de "o fundador da filosofia moderna" e o "pai da matemática moderna", é considerado um dos pensadores mais importantes e influentes da História do Pensamento Ocidental. Inspirou contemporâneos e várias gerações de filósofos posteriores; boa parte da filosofia escrita a partir de então foi uma reação às suas obras ou a autores supostamente influenciados por ele... – ta aqui na quarta capa. Vê! – aponta o livro para amorena de tranças aplicadas e levemente loiras.

- Sim, já li, mas o que ele deixou para a posteridade? –desdenha.

- Muitos especialistas afirmam que a partir de Descartes inaugurou-se o racionalismo da Idade Moderna.

- Sim, mas e daí? O que é um René Descartes diante do meu dinamarquês loiro e lindo do Soren Kierkegaard...

- Racista – grita a loira – Você só se liga no Soren por que ele é dinamarquês. Pensa que todo marinheiro loiro é escandinavo. Sua besta existencialista...


Quando a morena ia retrucar, já com as unhas prontas para rasgar o rosto maquiado da loira, interrompem a discussão outra vez para:

- Psiu! Psiu!

Voltam.

- Eu não sei a razão de ainda sentar ao teu lado. Você não me compreende. – resmunga a morena, agora lixando as unhas. – Vou embora daqui, não vou mais perder meu tempo discutindo com uma cartesiana de terceira...


Pega bolsinha e começa a subir a escadaria, quando ouve a loira:


- Ei, psiu! Ei mocinho bonito vamos fazer um nenê?

- Não sei como ainda trabalho nesse hotelzinho. – reclama a morena, que fecha o livro “O Conceito De Ironia Constantemente Referido A Sócrates” – e ameaça jogar o volume no auxiliar de pedreiro que sobe as escadas de mãos dadas com a loira, que contando os trocadinhos, faz um muxoxo para morena e fala-lhe baixinho:

- Sou cartesiana sim, mas me dou melhor que você sua existencialista de beira de cais!


A morena faz menção de usar a lixa de unha como estilete, mas na rua passa outro possível freguês, ela desce as escadas correndo e fazendo:


- Psiu, ei psiu...


Envergonhado Kierkegaard, fica corado na quarta capa do livro...

2 comentários:

Silvio Barreto de Almeida Castro disse...

Uma barriga-verde e uma paraíba, bem aos moldes dos ex-resorts da Gal. Câmara.

MIRZE disse...

Fantástico!

Descartes não deve ter gostado, mas ficou bom!

Beijos!

Mirze